Templates da Lua

Perfil



Meu perfil

BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 20 a 25 anos
MSN -

Histórico

+ veja mais

Votação

Dê uma nota para meu blog

Outros Sites

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular

Visitante Número

Créditos

Templates da Lua

15/10/2009

O Mundo Mágico de Marc Chagall chega ao Rio de Janeiro

 

Com 107 gravuras, 42 litografias, 105 águas-fortes e inúmeras esculturas o Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro abre as portas nesta quinta-feira com a exposição “O Mundo Mágico” de Marc Chagall.

“La Bible”, ou a Bíblia em português, é uma das três series de quadros que está na amostra. Nesta Chagall retrata as histórias do velho Testamento, como a arca de Noé e os reis David e Saul.

Já em “Les ames mortes”, ou As Almas mortas, o artista abusa e usa do preto e branco para retratar o romance do escritor russo Nicolai Gogol. Por último, porém não menos importante, está a série “Daphnis ET Chloé” que é uma releitura animada das fábulas pastorais gregas de Longus, escritas no século II.

No total são quase 300 peças que levarão cerca de dois anos para serem reunidas. A amostra é uma encomenda do galerista Ambroise Vollard, famoso por revelar nomes como Vincent Van Gogh e Pablo Picasso.

 

Serviço:

Período: de 15 de outubro até 06 de dezembro
Visitação: de terça a sexta-feira, das 10h às 18h; sábados e domingos, das 12h às 17h
Preço: R$ 5,00 - estudantes pagam R$ 2,00. Entrada franca aos domingos
Local: MNBA - Avenida Rio Branco, 199 - Cinelândia - (21) 2240-0068

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 22h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/08/2009

Classe Executiva

 
Cansada de ver camisas lisas e calças iguais as suas nas empresas e firmas que trabalhou, a publicitária Talita Anthoniassi lança sua marca de roupas Santa Zí, e promete renovar e criar looks exclusivos para as estagiárias e funcionárias das multinacionais.

Feitas com o melhor do tricoline, estampas exclusivas e sob medida, a Santa Zí tem agradado e feito a diferença nos escritórios e empresas. Para finalizar as camisas, um viés de cetim nas mangas e gola e plaquinhas de metal dourado com a logomarca “Santa” nos bolsos, garantem um charme único.

Sobre o nome, Talita nos contou que é uma homenagem à sua mãe, Izilda, que é sua maior fã e incentivadora do talento da filha. “Apesar de saber o qual importante é se vestir bem, eu não esperava esse boom na produção”.

Para conhecer mais da marca entro no site http://www.flickr.com/photos/santazi

 

foto: divulgação

 


Escrito por Vi Ferreira às 22h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/08/2009

Apelação total
 

 

 


Depois da campanha da Giant Magazine, que traz a cantora Beyoncé se beijando em uma auto determinação do seu alter ego Sasha Fierce, agora é a vez do modelo Jesus Luz pegar pesado na propaganda.

Totalmente diferente de suas últimas campanhas, Ona Saez aposta no atual namoradinho do mundo para mostrar sua nova coleção. Em uma das fotos, o modelo aparece com uma t-shirt escrita “Jesus te ama”, na outra ele aponta para uma grande cruz e por último o modelo segura uma caneca escrita “ I Love Jesus”.

A dúvida está de quem é a culpa.Se é do produtor da Ona Saez pela campanha forçada, ou do modelo Jesus Luz que está topando qualquer coisa para aparecer.Bom se a idéia foi chamar a atenção, eles conseguiram. Mas parece que não foi tão aceito pela crítica.

 

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 18h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/08/2009

Efeito Coringa

 

 

É parece que o presidente norte americano não está mais com a bola toda não. Milhares de cartazes forram as ruas de todo os Estados Unidos para mostrar a insatisfação com a política de Obama.

Com uma sátira da foto do presidente no estilo Coringa, famoso personagem das histórias em quadrinho, o cartaz vem com a palavra socialismo escrita em baixo.

 Ainda não se sabe o que está por trás dessa manifestação, mas presume-se que tenha algo a ver com a proposta de sistema de saúde universal apresentada pelo atual presidente. Agora é esperar para ver o que o presidente tem a dizer sobre os novos ataques a sua política.

 

foto: reprodução

 

 


Escrito por Vi Ferreira às 17h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/08/2009

Mauricinho dos anos 90

 

 

Gente acho que me descobri..rsrsrs... sem ironias por favor. Conversando com um amigo meu no msn, resolvemos discutir o que cada um usa e qual o nosso estilo. Ele começou dizendo usar uma calça jeans azul básica, um tênis sapatilha branco da Redley e uma camisa fina de maga longa. Concluímos que ele faz o estilo largado, mas que não larga uma boa marca e a modinha..rsrsrs..

 

Minha vez... falei q estava usando uma pólo lisa da Lacoste, um calça skinny e um tênis de veludo lindo da Nike. Antes mesmo de eu defender o meu estilo, que na verdade eu não sei qual é ele me manda a seguinte frase: “típico mauricinho dos anos 90”. Na hora fiquei sem reação, mas depois me bateu um orgulho, porque me visto assim desde pequeno, e uma leve depressão pelo fato de ser alguém que usa o mesmo estilo a mais de uma década.

Isso me fez lembrar de uma história muiiiittooo engraçada. Na minha primeira temporada de moda, ou melhor, no meu primeiro dia de trabalho, eu fui cobrir a Casa de Criadores no shopping Frei Caneca. Lá minha chefe me falou: “vai ao backstage e pergunta para o João Pimenta estilista sobre o manifesto da sua coleção”. Lá fui eu e durante a conversa João, ele me perguntou se eu não tinha preguiça de usar sempre pólo, e de ser previsível e igual a todo mundo. Bom agora vocês imaginam a minha cara no meu primeiro dia de trabalho e ter q ouvir uma pergunta dessa...rsrs... na hora respondi que não, que gostava do meu estilo e achava muito elegante, mas agora vejo q ele tem razão, a preguiça de colocar uma roupa que não vai ser chocante pra ninguém, uma roupa que todo mundo já sabia que eu ia usar, está me irritando.

Por isso para essa nova temporada eu resolvi inovar. Calma, nada de mais, não larguei minha pólos, que eu amo, muito menos minhas sandálias e papetes. Apenas completei o guarda roupa com melhor do estilo geek, que acho muito bonitinho, ou seja, blazers vintage, óculos grandes, e muitos coletes. Parece que deu certo. Todos gostaram, fui elogiado e atingi meu objetivo, surpreender.

Bom acho que é isso hoje eu sou um mauricinho dos anos 90 com um toque dos anos 80..rsrsrs..

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 17h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/08/2009

Pop Star



Depois da lei que proíbe a eutanásia de animais saudáveis, agora é a vez do Programa de proteção e bem-estar de cães e gatos (Probem) da prefeitura de São Paulo, que visa a construção de um orfanato para os bichinhos, além de incentivar a adoção.
É claro que o mundo fashion também tem suas novidades para os cachorrinhos. A marca inglesa Mulberry segue a tendência criada por Roberto Cavalli e lança sua coleção de outono inverno 2009 para os cãezinhos.
Fazendo a linha lenhadores da montanha, a coleção confeccionadas em lã e tweed vem em tons de vermelho, preto e marrom é de luxo puro e garantem aquecer e embelezar os bichinhos

 

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 20h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

01/08/2009

Roda Gigante

 

 

A música “Roda Viva” de Chico Buarque foi escrita em 1967 e lançada ao público um ano depois em seu LP em 1968. Ela representa a repressão e a censura imposta à cultura e a liberdade de expressão pelo governo da época através dos militares. O compositor retrata com frustração a situação cultural e política que se encontrava o Brasil. Situação essa instável e insatisfatória que dificultava o acesso à cultura e que aprisionava, padronizava e descaracterizava o gosto e a vida da população.

Junto com a música foi escrita a peça de teatro homônima que foi encenada em São Paulo em maio de 1968, pelo Grupo Oficina com direção do famoso e polêmico José Celso Martinez Corrêa.  A montagem de Zé Celso era violenta e agressiva, questionando o contexto autoritário do Brasil. Em uma das apresentações um grupo de extrema direita o CCC (Comando de Caça aos Comunistas) invadiram o teatro e agrediram os atores e o público e depredaram o cenário e os equipamentos.

Tanto a música quanto a peça falam por meio de metáforas, já que não se podia falar abertamente sem ser tido como uma ameaça a moral e os valores do governo. É com os elementos do cotidiano e na cultura popular brasileira como a viola, a roseira e o samba, que o músico evoca na lembrança da população a herança cultural do que é bom, e mostra o que antes era belo e valioso é hoje perigoso e desinteressante. Chico se utiliza à idéia de se plantar, cuidar e ver nascer uma rosa, para mostrar as pessoas que se parou de crescer e evoluir, que o processo já não existe mais. Que a roda viva vai sempre podar toda e qualquer manifestação e sentimentos que vierem a ter.

Diante dessa paralisação e desta involução que o compositor mostra que a arte, mesmo censurada e ao contrário da política que fazia o papel de inimiga, está do lado do povo, na qual estes buscavam acolhimento e uma ideologia, já que a sua havia se perdido com a instalação do regime militar. Um ideal marcado na musicalidade, na sensação saudosista de uma democracia e de valores de liberdade desaparecidos sob a opressão dos militares.

"Roda mundo, roda gigante/ roda-moinho, roda pião/ o tempo rodou num instante nas voltas do meu coração". Inocente na aparência, mas carregado de contradições, o refrão mostra com brinquedos infantis, como o pião e a roda-gigante, a perda da pureza, do rumo. E assim junto com todas as outras perdas explícitas na música, o artista mostra que de fato é impossível conceber a ditadura e o regresso na cultura como algo natural e racional.

“A gente vai contra a corrente/ Até não poder resistir/ Na volta do barco é que sente/
O quanto deixou de cumprir”. Com exemplos o músico mostra o quanto nós temos dificuldade de fazer o correto, pelo caminho correto. De perceber que nadando contra a corrente você não consegue atingir suas metas, e ai volta para o barco para fazer o caminho correto. Mas às vezes já é tarde demais ou se perde muito pelo caminho. É por isso que temos que ter voz ativa, para não perdermos tanto na trajetória.

Toda estrofe da música começa com elementos que são de agrado para população e termina com a repressão proibindo desfrutar deles. Uma luta é travada em cada estrofe e o povo sempre perde a batalha, mas eles não desistem, o que nos reforça a idéia de andar em círculos, sempre voltando ao mesmo ponto em que saíram.

Além da letra a melodia da música é um recurso usado para despertar nossas emoções. A forma como a música cresce e volta para seu ponto de partida também nos remete a andar em círculos, sem sair do lugar. Ao final da música quando a o refrão se repete quatro vezes aumentando sua velocidade a casa vez, temos a sensação de estar rodando sem parar e sem chegar a lugar algum.

Dessa maneira a composição remete uma idéia cíclica, sem saída. O povo da época estava andando em círculos, sem sair do lugar, sem evoluir. Não importa o quanto tentassem expressar seu sentimento, com uma roda de samba ou uma brincadeira de criança que preenchesse o vazio que era deixado, a “roda viva” sempre ia chegar e carregar para lá.

Texto produzipo por Vinicius Ferreira, Tarsila Lima VIvian Goltl, Deborah Malva e Felipe Maia no curso de Jornalismo Cultural.

Roda Viva

Link do youtube clique aqui!

Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu...

A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
Na volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a roseira prá lá...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A roda da saia mulata
Não quer mais rodar não senhor
Não posso fazer serenata
A roda de samba acabou...

A gente toma a iniciativa
Viola na rua a cantar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a viola prá lá...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

O samba, a viola, a roseira
Que um dia a fogueira queimou
Foi tudo ilusão passageira
Que a brisa primeira levou...

No peito a saudade cativa
Faz força pro tempo parar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a saudade prá lá ...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...(4x)

 

foto: reprodução

 


Escrito por Vi Ferreira às 19h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/07/2009

Efeito Photoshop

Quem achava que a musa Gisele Bundchen nunca iria precisar da ajudinha do programa, caiu do cavalo. A top, casada com o quarterbacks Tom Brady, acaba de fotografar a nova campanha de outono 2009 da marca London Fog, e recorreu ao efeito photoshop para esconder a barriguinha do herdeiro e manter sua privacidade. As fotos foram tiradas há poucas semanas em Los Angeles (EUA) por seu amigo Nino Muñoz.

Já para a campanha da Rampage a top foi substituída por Bar Refaeli, ex de Leonardo de Caprio. O motivo da troca? Gisele se recusou a usar jeans muito justo.

 

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 23h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/07/2009

Bye Bye Radiação

Personagem de Caminho das Índias usa chapéu com proteção solar

 

 

Para quem acompanha a novela Caminho das Índias não deixou de perceber que a personagem de Ana Beatriz Nogueira, a Ilana, usa chapéus lindos. Mas o que muitos não sabem é que aqueles chapéus possuem proteção contra a radiação solar. Para entender melhor como uma roupa pode ser protetora ou não aqui vai um resumo do que acontece com nossos looks.

Sendo o meio mais simples e prático, as roupas são grandes aliados no combate aos raios solares. A proteção nos tecidos varia de acordo com o trançado da tecelagem. Portanto tecidos mais trancados, ou entrelaçados possuem uma maior proteção.

Já o pigmento é outro fator super importante na proteção, sendo assim os tecidos com mais pigmento possuem maior proteção. Mas atenção, pois os tecidos quando molhados perdem em 1/3 a sua proteção solar.

Foi pensando em todos esses fatores que os australianos foram os primeiros a exigirem por lei que as indústrias têxteis adotassem tecidos e pigmentos com proteção contra os raios ultravioleta. E é por isso que todas as linhas australianas possuem uma linha fotoprotetora.

Hoje com camisetas, bonés, chapéus, luvas e outros produtos, grande parte dos países como Nova Zelândia, Canadá, e Estados Unidos adotaram a medida e possuem cada vez mais linhas tecnológicas que contam com o FPU (Fator de Proteção UV). Este valor pode variar de 30, 40 ou 50+, sendo que 50+ corresponde a 98% de radiação bloqueada.

Para entender um pouco melhor esse processo a doutora Adriana Vidal Schmidt relata em seu site todo o processo de confecção de uma roupa dessa. “O processo para garantir o bloqueio dos raios começa na tecelagem. Os fios recebem banho com um aditivo químico à base de dióxido de titânio, substância também utilizada nos filtros solares. Assim, ele forma uma barreira poderosa contra a radiação”. Depois de todo esse processo uma amostra da tecelagem vai para a Austrália, já que no Brasil não se tem legislação sobre o assunto.

Apesar de ser uma idéia genial é um processo caro, trabalhoso e demorado. Sendo assim as marcas Sun Cover e a UV Line são algumas das poucas que disponibilizam essa mercadoria no Brasil. Na qual os preços variam de R$ 60 reais em um boné a R$ 554 por uma camiseta.

 

 

foto: reprodução / Fonte: http://www.adrianaschmidt.com/kb/index.php?a=63


Escrito por Vi Ferreira às 01h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/05/2009

De volta à Infância

Sejam coloridos, de uma cor só, originais, fakes, com lente ou sem o modelo wayfare da RayBan  é o óculos mais usado no momento.Confesso ser um usuário do modelo, mas estou cansado de sair na rua encontrar mais 30 modelos iguais ao meu. Bom cansado ou não eu vou ter que continuar vendo, porque parece que o  modelo não vai sair assim tão rápido de circulação.  Com uma nova linha a empresa LEGO, em parceria com a Lunix Optique, está lançando o modelo LEGO dos óculos..

Com varias peças e muita cor o óculos pode ser montado de acordo com a vontade do freguês. Estranho ou não esse vai ser mias um modelo q vai pegar. Pelo menos agora vai ser difícil ter mais de um modelo igual.

Assim que sairem novas informações como preço e local de venda eu posto aqui no Fila A.

 

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 22h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

17/05/2009

Domingo do Parque

 

Hoje fui fotografar no parque do Ibirapuera para uma matéria que estou fazendo para a faculdade. Logo mais eu posto ela aqui, mas o interessante é que fui eu com duas amigas e estava tendo a passeata dos sem namorados, isso mesmo, os sem namorados que estão a busca de companhia para o próximo dia 12 que será comemorado o dia dos namorados. Se não fosse uma coisa tão cafona e cheia de gente feia eu até teria entrado viu.

Mas o pior que eu constatei que sou um péssimo fotografo, alias fotógrafo não, porque é ofensa aos meus colegas de eventos sociais. Foram 60 fotos das quais eu salvei apenas doze. Pois é estou precisando de um curso para não tremer tanto a mão.

Quando saímos do parque resolvemos passar na Vila Madalena para tomar um chopp, e mais uma vez constatei que o mundo é minúsculo. Conhecemos três pessoas que estavam na mesa do lado, todos médicos. Ficamos horas conversando sobre o trabalho deles e sobre o meu, quando falamos do meu trabalho na L’Officiel,  a moça me contou que a noiva do que estava desacompanhado trabalha com moda em Belo Horizonte,  conhece e era fã  da minha ex-chefe Nat. Mas não acaba por ai não, assunto a diante eles resolveram ir embora e me disseram que moravam duas ruas para o lado do bar, a mesma rua que Nat mora. OPS! Eles eram vizinhos de Nat. Pode acreditar, o mundo é minúsculo.

Bom esse foi o meu super domingo. Boa semana para todos aproveitem o restinho de noite. O meu será acompanhado de um choconhaque e o último episódio da quinta temporada de Grey’s Antomy. Ah já ia me esquecendo a caixa lenço vem comigo.

 

 

foto: Vinicius Ferreira


Escrito por Vi Ferreira às 23h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/05/2009

Classe Executiva

 

Eternizado por Mademoiselle Chanel, o Tailleur é o look indispensável no guarda roupa das estudantes de Direito. Contrapondo com o terno masculino, o conjunto de saia e blazer veio para afirmar a seriedade e elegância da mulher.

“Acho extremamente clássico e elegante o tailleur”, diz a advogada Patrícia Pires Monsão, 30 anos. E completa: “Em uma audiência a seriedade e a confiança são fundamentais para se ganhar um caso, e o tailleur nos proporciona essa imagem.”

A estudante de Direito, Rubia Balistre, conta o que pensa sobre o modelito. “Na faculdade acho desnecessário o uso do tailleur, pois deixa um clima muito sério. Para o trabalho acho importante porque passa uma confiança maior para o cliente”, e completa “Gosto do tailleur, mas arriscaria em um sport fino.”

Foi pensando nessa estudante que resolvemos dar algumas dicas de looks alternativos para as futuras advogadas. “Para uma situação mais formal, uma saia de couro, uma camisa de seda com babados e um blazer de veludo, garantem a seriedade necessária”. Já para o dia-a-dia a saia de corte reto e blazer amplo sobre a camiseta básica garantem a modernidade sem tirar a imagem de profissional.

Com essas dicas, as estudantes não precisão ficar no clássico tailleur Chanel, nem no extremo Elle Woods, personagem de Reese Whiterspoon em Legalmente Loira.

 

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 22h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02/05/2009

“I’m so gay for marriage”

“Normal Watches” é o resultado da imaginação de dois homens que resolveram transformar as famosas camisetas irônicas em algo constante, que você possa carregar todos os dias. Coloridos, os relógios irônicos carregam frases como “When did rock n'roll became so fucking boring?”, ou, “Golden Girls Fã”, e estão a vendas por US$ 15, no site dos amigos.

 


Para maiores informações acesse o site Normal Watches”.

 

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 16h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

01/05/2009

Morena da Guess

 



Com um ar James Bond, Irina Shayk é a cara da primavera/ verão 2009 da Guess.

A gata, que é cobiçada pelos anúncios de esporte, foi fotografada por Yu Tsai. Este abusou do glamour da morena para iluminar as bolsas, sapatos e a moda praia da marca.

 

foto: reprodução


Escrito por Vi Ferreira às 13h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

28/04/2009

É hora de apagar as veLHinhas, vamos cantar aquela musiquinha. Parabéns!!!

Como pode um docinho tão gostoso como Olho de Sogra receber esse nome? O que a pobre ameixa recheada de doce de côco fez para merecer esse triste nome? Bom a resposta eu infelizmente vou ficar devendo, mas com certeza quem escolheu tinha uma sogra daquelas para precisar passar tanto tempo na cozinha criando docinhos.

No começo do post eu queria brincar com as bruxinhas, ou sogrinhas, mas agora só tenho a agradecê-las. Se não fossem doces como casca de limão, discretas como um elefantes branco, educadas como o Datena e fofas como a Noiva de Chuck eu não teria uma iguaria como essa que me fizesse ganhar todos os anos o papel de Free Willy no especial de Natal. Portanto valeu! Parabéns pelo seu dia....

Abaixo estou colocando algumas piadinhas sobre as velhinhas que deveriam ficar apenas como vovós. Alias minha avó foi a melhor sogra do mundo.rsrs

 

- Sogra não tem problemas no trânsito, vassoura não

engarrafa.

- Sogra não é parente. É castigo.

- A única sogra que presta é a da minha mulher.

- Sogra é como cerveja, só é boa gelada e em cima da

mesa.

- Sogra é igual a macaxeira. As boas estão

enterradas.

- Que nossas sogras nunca se chamem Esperança,

pois a esperança é a última que morre!

 

fotos: reprodução

 


Escrito por Vi Ferreira às 23h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]